você e a Mega Sena

Fala pessoal,vamos falar um pouco de Mega Sena as chances para ganhar são de um 1 em 50 milhões, mas mesmo assim há quem ganhe sozinho. A Mega Sena distribui prêmios milionários com uma certa frequência maior do que qualquer outra loteria no Brasil, embora muitos sorteios acumulem, há quem consiga ganhar sozinho esses prêmios millonarios.

Os famosos bolões também facilita com que saia o prêmio máximo. Por incrível que pareça, a maioria dos apostadores em bolões organizados realizam apostas frequentes buscando prêmios intermediários. Contudo, de vez em quando acertam e levam o grande prêmio.

Até hoje, mais de 600 pessoas ganharam na Mega-Sena, mesmo com o frequente acúmulo nos prêmios maiores. A vida de todos eles mudou, mas em alguns casos apenas temporariamente.

Ganhar sozinho

As vezes registram dois, três ou mais ganhadores com as seis dezenas sorteadas. Porém, em algumas ocasiões, alguns apostadores embolsam o prêmio máximo sem ter que dividir com ninguém. Já pensou?

Casos como de  um ganhador solitário da Mega-Sena embolsou a fortuna de R$ 108 milhões. Morador de uma comunidade na Penha, Zona Norte do Rio, deixou o local com a família e tudo o que resta são boatos. Há quem fale que está no exterior e outros juram que está em Minas Gerais.

O receio da violência e de crimes na maioria dos estados, como sequestro faz com que a grande maioria dos ganhadores de loterias no Brasil  queiram sumir  mapa.

Bolão pode ser a solução

Muita gente aposta em bolões com os amigos e companheiros de trabalho. Mas a verdade é que apostar em conjunto podem dar certo ao menos para a maioria. Em 2007, 16 amigos da cidade paulista de Limeira acertaram as seis dezenas da Mega-Sena, que valiam um prêmio de RS$ 16 milhões.

O valor bruto daria, mesmo com tantos apostadores, uma bolada de R$ 1 milhão para cada. Entretanto, dois dos colegas não haviam pago sua parte na aposta e o valor total acabou, depois de muita briga, dividido apenas entre 14 deles.

Então sempre e bom pagar sua parte no bolão, vai que sai o grande prêmio e você perde essa chance.

O ganhador que gastou tudo

Há casos de ganhadores que recebem boladas, mas em pouco tempo voltam à sua situação original. Adequar-se a um novo estilo de vida é um desafio, assim como agir de forma inteligente e racional com o dinheiro.

Investir ao menos parte do capital é algo que pode parecer óbvio para muitos, mas nem todos os ganhadores pensaram nisso.

No Brasil, um dos casos mais célebres precede até mesmo a própria Mega-Sena. O vendedor de bilhetes de loteria Jesus Silva da Fonseca, do Amapá, hoje com mais de 70 anos, foi premiado em 1983 com um dos bilhetes que haviam sobrado, dentre os que ele já vendia na época.

Em termos atualizados, o vendedor ganhou naquela altura cerca de R$ 2 milhões. Em apenas seis meses, conseguiu literalmente acabar com sua fortuna. Dezenas de viagens, festas para todos os amigos e até mesmo uma gastando para conhecer Rita Cadillac, ainda no auge naquela época.

Em apenas meio ano, ele teve de refazer suas contas e voltar à rotina de venda de cartelas da Loteria Federal.Contudo, a sorte não voltou a bater às portas daquele senhor.

Como não botar tudo a perder

Ganhar na Mega-Sena é algo muito mais muito difícil de acontecer, estamos falando de 1 chance de 50 milhões. Por isso, antes mesmo de resgatar a bolada, é preciso estabelecer um plano.

Pretende aproveitar a vida e gastar mesmo? Uma soma de R$ 50 milhões, paga num prêmio de Mega-Sena da Virada, permite que você gaste até não poder mais durante um ano, apenas lidando com 20% desse valor. O restante? Aplicar é um bom negócio.

Pense que R$ 40 milhões, mesmo aplicados em uma opção de investimento conservadora e sem grandes rendimentos, como a poupança, são capazes de gerar entre R$ 100 mil a R$ 200 mil  de renda ao mês. Esse dinheiro é mais que suficiente para mudar o padrão de vida de 99% dos brasileiros.

Então saber o que fazer com esse dinheiro e muito importante,sabendo administrar você pode garantir a estabilidade sua e das futuras gerações sem a maior dificuldade.

 

 

Deixe uma resposta